segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Marinho do Recife e Sua Orquestra - O Canto do Galo


Download: Marinho do Recife e Sua Orquestra - O Canto do Galo

Músicas:
01 - Explosao
02 - O canto do galo
03 - Enéas no céu
04 - No cheirim do blocalhau
05 - Adeus pitombeira
06 - Vem pra pernambuco
07 - Frevo novo
08 - Ela é bela
09 - Lingua e dedo
10 - Quarenta graus
11 - Frevo teste
12 - Rei de todos carnavais
13 - Você nem conhece mais
14 - Relembrando Geraldo Santos

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Mendes e Sua Orquestra

Depois de um longo período sem postar, aí vai o disco de uma das melhores orquestras de rua de Pernambuco: Mendes e Sua Orquestra.
O disco vem junto à uma série de discos das orquestras itinerantes que tocam no carnaval de Olinda/Recife.


Agradecimento: Fernando Duarte e Diogo Duarte

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Coral Madeira de Lei - Canto de amor a Recife e Olinda


Link: Canto de Amor a Recife e Olinda

01 – Frevo nº01 do Recife
02 - hino do Elefante
03 - frevo nº 3 do recife
04 – Recife meu sonho
05 – Evocação nº2
06 – Recife de Sonhos
07 – No cordão da saideira
08 – Recife madeira de lei
09 – Madeira que cupin não rói
10 – Hino dos Batutas de São José
11 – Parte de mim
12 – Pelas ruas do Recife
13 – Pitomba Pitombeira
14 – É de fazer chorar
15 – Evocação nº1

André Rio - Farol de Olinda (ao vivo)




Link: Farol de Olinda
01 – Vinheta de abertura
02 – Farol de Olinda
03 – Pau de arara
04 – Sebastiana
05 – Embolada
06 – Hino da troça
07 – Chuva de sombrinha
08 – Frevo e ciranda
09 – A ponte/Alzira
10 – Suor
11 – Infinito Ato
12 – Memória popular
13 – Leão do norte
14 – A Praieira
15 – A ema

sábado, 7 de fevereiro de 2009

história do carnaval - frevo de bloco

Link: frevo de bloco

01 - bloco da vitória
02 - terceiro dia
03 - o bom sebastião
04 - a dor de uma saudade
05 - madeira que cupim não rói
06 - velhos carnavais
07 - paraquedista
08 - evocação nº 1
09 - panorama de folião
10 - valores do passado
11 - tristeza do meu tempo
12 - o mundo em festa
13 - chegou a hora
14 - carnaval é isso
15 - ao som do violão
16 - retalho de chita
17 - baú dourado
18 - chapeu de palha
19 - frevo de saudade
20 - alegre bando
21 - a praça é do povo
22 - uma noite de frevo no antigo

Recife Frevoé

Link: Recife Frevoé

01 - frevo - chico buarque
02 - realeza linda - geraldo azevedo
03 - hino do batutas de são josé - lula queiroga
04 - frevo nº 1 do recife - maria bethânia
05 - flor do meu sonhar - versão brasileira
06 - pernambuco é brasil - moraes moreira
07 - bom danado - lenine
08 - fantasia cibernética - paulo rafael
09 - seu luís e salú - maracatu nação pernambuco
10 - onze de abril - dominguinhos
11 - último regresso - adré rio
12 - marcela - maestro duda e sua orquestra
13 - segura no meu braço - claudionor germano
14 - leviniano - edson rodrigues e sua orquestra
15 - recife manhã de sol - cristina amaral
16 - evocação nº3 - antônio carlos nobrega
17 - fantasia carnavalesca - orquestra sinfônica do recife

Recife Frevoé [2000]

Link: Recife Frevoé [2000]

Link Alternativo: Recife Frevoé [2000]

  1. Lembrando as rainhas (Karoba Nunes)
    Ângela Luz
  2. Um sonhou que durou três dias (Irmãos Valença)
    Quarteto Novo
  3. Dieguito no frevo (Adalberto Cavalcanti)
    Orquestra do Maestro Duda
  4. Vão me levando (Dosinho e Genival Macedo)
    Silvério Pessoa
  5. Sempre Lili (Getúlio Cavalcanti)
    Alessandra Cavalcanti e Coral Recifrevo
  6. Frevo Desejo (Edson Rodrigues e Raul Valença)
    Edílson Silva
  7. Novo Milênio (Francisco dos Santos)
    Orquestra do Maestro Duda
  8. Velhos Carnavais (Edgard Morais)
    Coral Edgard Morais
  9. Diabo Moreno (Samuel Valente)
    Edy Carlos
  10. Frevo Novo (Luiz Paulo Galvão e Paulo Gama)
    Claudinha Beija
  11. Evandro Rabello na Onda (Lourival Oliveira)
    Orquestra do Maestro Duda
  12. Saudade que dói (Fabiana Yvete)
    Coral Recifrevo
  13. Eu quero ver (Manoel Gilberto)
    Dalva Torres
  14. Recordando Lito (Inaldo Moreira)
    Orquestra do Maestro Duda
  15. Guaiamum dourado (José Constantino)
    Orquestra do Maestro Duda

Recife Frevoé [1999]



Link: Recife Frevo É IV [1999]

  1. Nem sempre Lili toca flauta (Carlos Fernando/ Lula Queiroga)
    Quarteto Novo
  2. Vassourinha aquática (Matias da Rocha, Joana Batista, Alceu Valença)
    Alceu Valença
  3. Algodão (Luiz Gonzaga/ Zé Dantas)
    Nana Vasconcelos
  4. Frevo de Saudade (Nelson Ferreira e Aldemar Paiva)
    Zeca Baleiro
  5. Pena de Pavão (Augusto Brandão)
    Ângela Luz
  6. Serpentina Partida (Arthur Lima Cavalcanti e Maximiano Campos)
    Geraldo Maia
  7. Saudade (Aldemar Paiva)
    Jura Figueiredo
  8. Maracatumãos (Osman Carneiro Leão)
    Lula Queiroga
  9. Bairro dos meus amores (José Menezes e Alírio Moraes)
    Dominguinhos
  10. Cala a boca menino (Capiba)
    Reginaldo Rossi
  11. Trezentos carnavais (Miguel Nascimento)
    Expedito Baracho
  12. Se teus bonecos falassem (Getúlio Cavalcanti)
    Banda de Pau e Corda
  13. Poeta da aurora (Luiz Guimarães e Alvacir Raposo)
    Marco Pólo
  14. Fala por mim, saudade (Severino Luiz de Araújo)
    Bubuska
  15. Quesquinhas no frevo (Antônio José Melo)
    Orquestra do Maestro Duda
  16. Lá vem o rei do gado descendo a ladeira (Rodolfo Medeiros)
    Orquestra do Maestro Duda

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Recife Frevoé [1998]


Link: Recife Frevoé [1998]
  1. Sonhei que estava em Pernambuco (Clovis Mamede)
    Lenine
  2. Frevo Nº. 3 (Antônio Maria)
    Leila Pinheiro
  3. Novamente (Luiz Bandeira)
    Geraldo Azevedo
  4. Recife Urgente (Luiz Paulo Galvão - Paulo Gama)
    Chris Queiros
  5. Flor de Lira (Carlos Fernando)
    Chico César
  6. Recife Nagô (J. Michiles)
    Amelinha
  7. Pout-Pourri em homenagem a Jackson do Pandeiro (Sebastião Lopes)
    Silvério Pessoa
  8. Quero ser o seu amor (Getúlio Cavalcanti)
    Teca Calazans
  9. Faísca (Dimas Sedícias - Bráulio de Castro)
    Nono Germano
  10. Pra não chorar (Romero Amorim)
    Coral Edgard Moraes
  11. Há segredos há encantos (Edson Rodrigues - Raul Valença)
    Quinteto Violado
  12. Você está Sozinha (Valdemar de Oliveira - Gildo Branco)
    Moraes Moreira
  13. Vou Piratear por aí (Eric Dayan)
    Almir Rouche
  14. Sabor de frevo (Luiz Guimarães - Alvacir Raposo)
    Walmir Chagas
  15. Sonho dourado (Breno Madureira)
    Don Tronxo
  16. Aninha no frevo (Clóvis Pereira)
    Orquestra de Clóvis Pereira

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Orquestras do Maestro Oséas e Carlos - Carnaval de Olinda [2004]



Para reforçar e manter a tradição de hinos e ritmos do Carnaval olindense, a Prefeitura Popular de Olinda lança, pela primeira vez na história do município, um CD reunindo 16 das principais músicas da mais tradicional Festa de Momo. Como já diz no próprio encarte, o CD foi gravado numa noite chuvosa, no Largo do Amparo, contando com a participação das orquestras dos maestro Oséas e Carlos, além da presença de mais de mil pessoas nos vocais.

"O disco é ao vivo para mostrar a vibração do público ao cantar os hinos do Carnaval olindense", destaca o secretário de Patrimônio, Ciência e Cultura do município, Toinho Alves. "A idéia de reunir as músicas num CD surgiu da necessidade de se homenagear os compositores da cidade", completa.

DOWNLOAD: Orquestras do Maestro Oseas e Carlos - Carnaval de Olinda [2004]

01 - elefante de olinda
02 - três da tarde
03 - hino do ceroula
04 - envenenado
05 - hino da pitombeira
06 - cariri de olinda
07 - urso cascudo do amparo
08 - banho de conde
09 - dois de macacão
10 - o homem da meia-noite
11 - regresso dos donzelinhos
12 - tarado da sé
13 - trinca de ás
14 - dez de charque e uma latinha
15 - música, mulheres e flores
16 - Carnavália Olindense

Orquestra de Frevo Vassourinhas de Olinda - Vassourinha de Olinda [2000]


Link: Vassourinhas de Olinda [2000]

01 - vassourinhas
02 - três da tarde
03 - dois de macacão
04 - menino da tarde
05 - nó cego
06 - brasil e espanha
07 - fátima
08 - marca olho
09 - a chave de tudo é o segredo
10 - lessa no frevo
11 - amparo no frevo
12 - cerveja antarctica
13 - ivone
14 - vamos encostar
15 - música, mulheres e flores
16 - regresso do bola de ouro

Orquestra de Frevo Vassourinhas de Olinda - Vassourinhas de Olinda




Link: Vassourinhas de Olinda

01 - música mulheres e flores
02 - vamos encostar
03 - três da tarde
04 - menino da tarde
05 - marca olho
06 - fátima
07 - zé de barros não é o cão mas atenta
08 - elefante de olinda
09 - bate-bate com doce
10 - banho de conde
11 - hino da troça ceroulas
12 - dois de macacão
13 - dengosa
14 - ivone
15 - lessa no frevo
16 - é de rasgar a camisa
17 - saudades de alguém
18 - última troça
19 - aguenta o cordão
20 - recordação de mirabeau
21 - mordido
22 - frevo do norte
23 - vassourinhas de levino
24 - vassourinhas

Maestro Nunes - Locomotiva do Frevo Vol. I (2003)




José Nunes de Souza, o Maestro Nunes, nasceu em 22 de junho de 1931, em Vicência, Pernambuco. O garoto humilde, aos 9 anos, já tocava em bandas de cidades do interior. Em 1950 veio para o Recife, onde integrou diversas bandas, dentre elas Banda Manoel Óleo, União Operária da Macaxeira e Banda do Liceu de Artes e Ofícios. Foi também integrante da Banda do Cassino Americano e da Banda da Cidade do Recife. Foi classificado em primeiro lugar como clarinetista e participou do MCP (Movimento de Cultura Popular). É graduado em Música pela Universidade Federal de Pernambuco e em Regência pela Faculdade de Filosofia do Recife.
José Nunes de Souza, o Maestro Nunes, nasceu em 22 de junho de 1931, em Vicência, Pernambuco. O garoto humilde, aos 9 anos, já tocava em bandas de cidades do interior. Em 1950 veio para o Recife, onde integrou diversas bandas, dentre elas Banda Manoel Óleo, União Operária da Macaxeira e Banda do Liceu de Artes e Ofícios. Foi também integrante da Banda do Cassino Americano e da Banda da Cidade do Recife. Foi classificado em primeiro lugar como clarinetista e participou do MCP (Movimento de Cultura Popular). É graduado em Música pela Universidade Federal de Pernambuco e em Regência pela Faculdade de Filosofia do Recife

Download: Locomotiva do Frevo

01 - cabelo de fogo
02 - coquinho no frevo
03 - exaltação de renato uchoa
04 - santa
05 - frevo dos motoristas
06 - bala doida
07 - é de perder os sapatos
08 - segurando a peteca
09 - formigueiro
10 - manda chuva
11 - mosquetão
12 - sesquicentenário do diário de pernambuco
13 - é de rasgar camisa
14 - vamos encostar
15 - bomba relógio
16 - humberto franklin no frevo
17 - recordando tidê
18 - folhas que não caem
19 - coque-quente
20 - leocádia

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Jackson do Pandeiro - Frevos (coletânea)


Coletânea de alguns (ótimos) frevos gravados por Jackson do Pandeiro.

Link: Jackson do Pandeiro - Frevos

bloco do pega pega
frevo do bi
mão na toca
me dá um cheirinho
minha marcação
naquela base
papel crepom
quem não chora não mama
vou ter um troço

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

v.a. - frevo de bloco vol II

Link: Frevo de Bloco Vol II

01 - evocação nº 3 - bloco mocambinho na folia
02 - a verdade é esta - bloco rebeldes imperiais
03 - marcha da folia - bloco rebeldes imperiais
04 - bloco da vitória - bloco madeiras do rosarinho
05 - a vida é um carnaval - bloco mocambinho em folia
06 - mágoa - coral feminino
07 - pierrot - bloco mocambinho em folia
08 - alegria de folião - coral feminino
09 - velhas batalhas - coral feminino
10 - recife do meu coração - coral feminino
11 - de onde é você - coral feminino
12 - caminhando e cantando - coral feminino
13 - mantendo a tradição - coral do bloco da saudade
14 - madeiras do rosarinho - coral feminino
15 - hercy - coral feminino
16 - cidade veneza - coral feminino
17 - missão de bernadete - coral feminino
18 - a canção do amor - coral feminino

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

v.a. - frevo de rua vol II

Link: frevo de rua vol. II

01 - vassourinhas - orquestra mocambo e felinho
02 - frevo do bairro do recife - banda do 14 RI
03 - capital do frevo - banda do 14 RI
04 - furacão do frevo - banda da PM-PE
05 - metralhadora ina - banda do 14 RI
06 - trinca de 21 - banda da PM-PE
07 - porta-bandeira - banda do 14 RI
08 - largando a lenha - banda do 14 RI
09 - é de lascar - banda do 14 RI
10 - amália no frevo - banda do 14 RI
11 - perguntas e respostas - banda do 14 RI
12 - recordando a tabajara - orquestra de frevos
13 - mordido - orquestra de frevos
14 - faca cega - jovelino e sua orquestra
15 - vai e vem - orquestra de frevos mocambo
16 - maçarico - orquestra de frevo
17 - novo recife - orquestra de frevos
18 - evanildo maia e sua orquestra

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Claudionor Germano - Capiba: 25 anos de frevo

Por ele mesmo

Sempre compus todo gênero de música. Gosto também, e muito, do frevo porque me da uma constante sobrevivência artística, como compositor. Apresento-me nos carnavais pernambucanos desde 1934, para manter uma fogueira que vem acesa desde os idos da década de 20, ou melhor, para não deixar cair a peteca. Mas, meu fraco mesmo são as canções, valsas e serestas.

Quando cheguei no Recife, em setembro de 1930 para trabalhar no Banco do Brasil S/A, tratei, logo, de organizar com outros colegas estudantes, a Jazz Band Acadêmica, orquestra que dominou os salões do Recife naquela época. Na qualidade de diretor da orquestra que fundara eu tinha que ser acadêmico. E, para tal, tentei o vestibular de direito, em 1931, para poder ostentar o honroso título de acadêmico, uma vez que os demais elementos de orquestra eram todos estudantes superiores. Onde eu morava, muito embora dormisse no quarto onde nasceu o grande abolicionista, Joaquim Nabuco, não cheguei a assimilar os seus conhecimentos e ensinamentos e, por isso, levei pau no vestibular daquele ano.

No ano seguinte passei no vestibular. Não estava, portanto, enganando a mais ninguém. Era de fato e de direito, acadêmico para todos os efeitos. (Hoje, com o correr dos tempos, não se diz mais acadêmico e sim, universitário). A honra do patrono da Fundação Joaquim Nabuco estava salva. E, por causa dessa minha teimosia de ser estudante de Direito, terminei como bacharel em 1938. Está aí, mais uma coisa que a música me deu,- não sei se boa ou má. Só de uma coisa eu sei: nunca fui buscar o meu diploma que, certamente, está armazenado na Secretaria da famosa primeira escola de Direito do país.

Eu disse acima que meu fraco são as canções, valsas, serestas e são mesmo. Daí, ter lançado em 1931, o meu cartão de visita como compositor da VALSA VERDE, com belos versos de Ferreyra dos Santos. Com esta valsa abriram-se os caminhos para o tímido matuto de Surubim, que eu era. Vieram outros sucessos. Em 1932, É DE TORORÓ, com letra de Ascenço Ferreira, gênero de música lançado por mim, nos salões do Recife, à frente da Jazz Band Acadêmica. Em 1933, CORAÇÃO, QUE MAIS QUERES? com versos do poeta Leovigíldo Júnior. Novo sucesso em 1934: É DE AMARGAR - frevo que todo o Recife cantou em uníssono, no carnaval daquele ano. Esse frevo é, até hoje, lembrado nos salões dos grandes e pequenas clubes da Capital do Frevo - Recife. Daí diante nada mais tenho a dizer sobre canções de carnaval todo o Recife conhece a minha trajetória.

Tenho feito, no decorrer de todos estes anos, uma série interminável de canções com os maiores poetas brasileiros e, até estrangeiros. Posso citar dentre eles, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Vinícius de Moraes, Aríano Suassuna, Carlos Penna Filho, João Cabral de Mello Neto, Alfonsus Guimarães, Ascenço Ferreira, Jorge de Lima, Geraldo Brasil, Jayme Griz, Langston Hughes e muitos outros.

Para o Teatro do Estudante e para o Teatro Popular do Nordeste (TPN), do qual fui Presidente e compositor oficial musiquei varias peças, como: "A Pena e a Lei", de Ariano Suassuna, "Mandrágora" de Maquiavél,- "Dom Perlimpim com Beliza em seu Jardim", de Garcia Lorca,- "Cabra Cabriola", de Hermilo Borba Filho e, mais recentemente, "0 Coronel de Macambira", do poeta Joaquim Cardoso, entre outras. Antes, eu havia musicado uma crônica do Jornalista Guerra de Holanda, saída na sua seção "Bacia de Pilatos-, do Diário da Noite, com o título: Haja Pau, posteriormente transformada em peça para o Teatro de Bonecos, por José de Moraes Pinho.

Tomei parte no Movimento Armorial lançado por Ariano Suassuna no início da década de 70, compondo uma peça em 3 movimentos, que se chama SEM LEI NEM REI, título do romance de Maximiano Campos, publicado pela Edítora"0 Cruzeiro em l968. Essa peça foi a primeira coisa que se fez, no gênero, a pedido do próprio criador do movimento.

Não podia deixar de render, aqui, as minhas homenagens ao meu mestre e amigo Maestro Guerra Peixe, que me possibilitou a oportunidade de enveredar por um caminho da música, não digo erudita, mas de um caráter mais elevado. A minha amizade com Guerra Peixe começou quando Teófilo de Barros Filho, ainda em São Paulo, pediu que ele orquestrasse a minha SUITE NORDESTINA, feita originalmente para piano. Esta peça, em 5 movimentos, que foi executada pela Orquestra Sinfônica do Recife, sob a regência do Maestro Vicente Fittipaldi, foi composta aproveitando a idéia, digo a sugestão, de cinco quadros de uma exposição do grande pintor e amigo Lula Cardoso Ayres. Aproveitando a vinda do Maestro Guerra Peixe ao Recife, a chamado da Rádio Jornal do Commercio, no final dos anos 50, recebi do mesmo, aulas de composição e harmonia, o que me proporcionou uma maior consciência no que compunha. No decorrer das aulas compus algumas peças para piano (INSTANTÂNEOS n0 I e n0II), uma peça para flauta-solo, em 2 movimentos, que dediquei ao flautista argentino Esteban Eitler, que a executou não só no Brasil, como pelo resto do mundo. Foi, para mim, uma experiência de grande valor.

Não cultivei esse gênero de música, porque era muito difícil de ouvi-las executadas e, acima de tudo, porque já estava muito acostumado com o sucesso fácil de minhas produções populares.

Capiba
Agosto - 1982




01 - É de amargar/tenho uma coisa para lhe dizer
02 - Manda embora essa tristeza/ Quem vai pra farol é bonde de olinda
03 - Júlia/ Casinha pequenina
04 - Gosto de te ver cantando/ Linda Flor da madrugada
05 - quem me dera/ teus olhos
06 - Não sei o que fazer/ que bom vai ser
07 - Quando é noite de lua/ e nada mais
08 - Morena cor de canela/ os melhores dias da minha vida
09 - Quando se vai um amor/ você faz que não sabe
10 - Deixa o homem se virar/ a pisada é essa/ vamos pra casa de noca
11 - Ai se eu tivesse/ que é que vou dizer
12 - Nos cabelos de rosinha/ modelos de verão

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Orquestra do Maestro Oséas - Frevo Indecente



Primeira execução do frevo nº1 da Troça Carnavalesca Mista O Indecente.

Orquestra Super Oara - Capiba Cidadão Frevo


Link: Capiba, Cidadão Frevo

01 - é de amargar
02 - linda flor da madrugada
03 - a pisada é essa
04 - cala a boca menino
05 - oara no carnaval
06 - oh! bela!
07 - frevo e ciranda
08 - juventude dourada
09 - trombone de prata
10 - cidadão frevo
11 - ai que saudade me dá
12 - só pensa naquilo
13 - fuzaka
14 - capiba no frevo

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

v.a. - por amor ao frevo 2


Link: Por Amor ao Frevo

01 - eu quero é frevar
02 - mestre louro
03 - ala de folião
04 - a voz do frevo
05 - um queê que atrái
06 - seu biota mais elisa
07 - cabeça de camarão
08 - passista embreagado
09 - olha o bamburim
10 - histórias de fuscão
11 - tô ficando maluco
12 - um século de frevo
13 - eu sou o frevo
14 - relembrando francisquinho
15 - evoé dimas sedícias
16 - ---